Get Adobe Flash player

Entidades e Operadores

Num contributo da LUMO TRANSPORT [Listed LTP 001] (em diante LT) e com o objetivo de dar mais credibilidade e qualidade ao nosso sistema de transportes para que seja percebida em primeiro lugar por todos os clientes/utentes dos transportes em Portugal e por outro lado, em segundo lugar, por todos os intervenientes nesse mesmo sistema, como o governo, as autoridades, os operadores e outras entidades, estamos desde 1 de julho de 2012, a fazer de forma permanente, contínua e ativa, observação de todos os Listed que neste nosso rating, estão sujeitos à nossa classificação e respetiva notação, sendo na sua maioria, constituída por entidades e operadores nacionais e igualmente por algumas entidades estrangeiras que também operam em Portugal. Esta avaliação, denominada LT Credibility Rating (em diante, LTCR) é feita de forma mensal e publicada neste mesmo portal, pelo que a primeira notação, referente a julho de 2012, foi atribuída nos primeiros dias de agosto 2012 e assim sucessivamente, tem sido feito, para os meses subsequentes.

LTCR 

Pioneira no nosso país e agora estabelecida, esta notação será tida em conta (ou não) por todos os interessados que dar-lhe-ão o valor, credibilidade e importância que derem, certos de que a nossa avaliação será isenta, independente e baseada em critérios sérios, previamente estabelecidos, analisados, tidos em conta e que com o correr do tempo, mais será importante, sustentável e acima de tudo credível. Esta nossa nova diligência - num segmento inexplorado-, faz parte do nosso programa New Vision, que recentemente estabelecido, visa dar à LT, mais serviços e competências e uma nova oferta de serviços partilhados aos vários interessados, tais como, clientes e utentes dos transportes mais concentrados nesta vertente mais economicista da exploração dos transportes e por outro lado, pelos operadores interessados em serem bem classificados em termos de notação neste nosso rating, acrescentando por exemplo outras mais valias e ofertas no seu desempenho em relação ao seu cliente e ainda a consolidação da sua imagem, sempre em termos de acrescentar mais responsabilidade, consistência e credibilidade na sua área ou modo de transporte onde serve e atua.

São tidos na nossa observação, diversos aspetos, tais como:

- sustentabilidade financeira

- dívida financeira

- critério e política ambiental

- conflitos laborais (a)

- qualidade e inovação na gestão

- resultados de gestão

(a) Qualquer entidade ou operador que não consiga ter uma relação normal e saudável (administrações/sindicatos) em termos laborais, resolvendo no modo interno esses mesmos problemas e conflitos, não lhe dando assim visibilidade e uma péssima imagem para o lado externo da empresa, que numa fase mais degradada, cause perturbação a quem não é visado por esses mesmos problemas, leia-se clientes/utentes dos transportes em Portugal, portanto sem culpa e sejam gravemente prejudicados, nomeadamente a nível de greves no mesmo setor, essa mesma entidade ou operador, verá a sua notação ser gravemente degradada na atribuição que estabelecemos, nomeadamente enquanto esses conflitos permanecerem.

É com profundo agrado, que constatamos que muitos clientes/utentes dos vários modos de transporte, fazem observações para connosco em mensagens que nos enviam, sobre este mesmo Rating, que leva já 2 anos de edição, em que afirmam interessar-se e estar atentos à notação que atribuimos de forma mensal e fazendo as suas escolhas, pelo que consideramos que esta oferta é tida em conta e suscetível de uma apreciação maior, seja por parte dos clientes/utentes, seja por parte das operadoras, que também querem perceber de forma regular, como são avaliadas no respetivo Rating, que estabeleceu seguramente uma nova ordem de perceção, como realmente queriamos que acontecesse, elevando assim a qualidade da oferta, para benefício de todos os interessados e do país, de forma mais abrangente.

Desejamos acrescentar que continuam a estar a ser por nós observadas e em termos nacionais, só entidades ligadas diretamente aos transportes, como Governo/Ministério da Economia, Autoridades, Infra, Operadores Aéreos, Ferroviários, Rodoviários, Marítimo-Fluviais, Indústria dos Transportes, Associações, Sindicatos e outras entidades. Numa primeira fase, estão só as mais importantes, pelo que ao longo dos meses, outras serão listadas. A fim de melhor ainda se perceber o âmbito desta notação, informa-se que entidades ligadas de forma complementar aos transportes, como a Hotelaria e as Agências de Viagens, não serão classificadas pela LTCR, por atuarem numa área diferente como é o turismo e que não constitui nossa vocação fazer essa atribuição de notação. Numa fase mais avançada, poderão as Agências de Viagens, porque embora complementares, possuem uma ligação muito consistente e estreita com os operadores dos vários modos de transporte, podem vir a ser também classificadas pela LTCR, enquanto que a Hotelaria, por exemplo, não o será nunca.

A LT pede a todos os interessados, para que no seu próprio interesse, nos enviem os seus Relatórios & Contas e conta trimestrais/semestrais (não download pdf para os R&C anuais, enviar por correio a respetiva publicação), a fim de podermos fazer uma análise e posterior classificação com mais consistência e mais rigor, pelo que devem enviar para o seguinte endereço. As notações que fizemos e referentes aos anos de 2012 (desde julho) e de 2013 (ano completo), podem ser consultadas no modo pdf e em anexo (ver em baixo).

A notação é atribuída pelas letras, A, B, C, D, E, F, G e H, sendo então percebidas segundo o seguinte quadro:

LTCR-AtoH

 LTCR 2015.09

Anexos:
Fazer download deste ficheiro (LTCR 2012.pdf)LTCR 2012.pdf[ ]202 kB
Fazer download deste ficheiro (LTCR 2013.pdf)LTCR 2013.pdf[ ]199 kB
Fazer download deste ficheiro (LTCR 2014.pdf)LTCR 2014.pdf[ ]274 kB