Sea – Navios do Despacho 100

O Despacho 100 foi um diploma legal, publicado no Diário do Governo, em 10 de Agosto de 1945. Ao abrigo deste documento, foram construídos imensos navios de vário tipos, que equiparam e vieram substituir velhos barcos dos principais armadores portugueses. Foi mandado publicar pelo então na altura, Ministro da Marinha, Comandante Américo Thomaz, que foi mais tarde, Presidente da República, o último a exercer o mandato no período chamado de Estado Novo. Como curiosidade, o primeiro a ser adquirido foi o BENGUELA em 1946 e o último navio foi o NIASSA, entregue em 1955. Os navios construídos foram os seguintes:

Simbologia:

A – Nome do Navio                                                  B – Construção em estaleiro português [P] ou estrangeiro [E]          

C – Tipo                                                           D – Nº IMO

E – Comprimento (metros)                                           F – Arqueação Bruta (t)

G – Armador (Proprietário)                                         H – Dia em que o Armador recebe o navio                                       

I – Custo em Contos (Escudo português)                             J – Observações

============================= = ========================= ======= === ====== ================================================== ========== ======= ==

A                             B C                         D       E   F      G                                                  H          I       J

============================= = ========================= ======= === ====== ================================================== ========== ======= ==

A ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

ALCOBAÇA ……………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.289 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.05.03  39.171 02

ALENQUER ……………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.289 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.01.18  41.416 24

ALMEIRIM ……………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.289 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.07.16  39.543 13

AMBOIM …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 129  5.895 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1948.05.21  41.793 09

AMBRIZETE ………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.503 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.02.26  44.165 17

ANDULO …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 137  5.503 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.05.09  44.237 29

ANGOLA …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 167 13.016 CNN Companhia Nacional de Navegação ………….. 1948.12.17 161.137 22

ANTÓNIO CARLOS ………….. P Passageiros e Carga Geral …….  93  1.736 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1947.11.24  28.763 07

ARRAIOLOS ………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 137  5.289 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.10.11  41.709 18

B ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

BELAS ………………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 130  4.448 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.03.08  34.876 26

BENGUELA ……………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 132  5.094 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1946.08.13  34.740 04

BORBA ………………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 130  4.457 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.12.16  34.691 21

BRAGA ………………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 130  4.455 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.08.21  35.179 15

BRAGANÇA ……………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 130  4.455 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.06.02  34.812 10

C ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

CARTAXO ………………… E Passageiros e Carga Geral …….  74  1.157 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.11.12  17.790 19

COLARES ………………… E Passageiros e Carga Geral …….  74  1.158 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.12.04  17.733 20

CONCEIÇÃO MARIA …………. P Passageiros e Carga Geral …….  86  1.736 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1948.07.03  30.896 12

CORUCHE ………………… E Passageiros e Carga Geral …….  74  1.154 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.04.05  17.887 28

COVILHÃ ………………… E Passageiros e Carga Geral …….  74  1.154 SGCIT Soc. Geral Comércio, Indústria Transportes . 1949.04.05  17.906 30

G ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

GANDA ………………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 129  5.895 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1948.02.26  41.104 08

GORGULHO ……………….. E Passageiros e Carga Geral …….  72  1.196 Empresa Insulana de Navegação ……………….. 1949.03.05  18.042 25

H ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

HORTA ………………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 106  2.647 CNCA Companhia de Navegação Carregadores Açoreanos 1948.12.30  32.442 23

I ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

IMPÉRIO ………………… E Passageiros e Carga Geral ……. 162 13.186 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1948.06.24 150.426 11

L ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

LUANDA …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 136  5.941 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1948.09.23  58.105 16

M ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

MOÇAMBIQUE ………………

MOÇAMEDES ………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.508 CNN Companhia Nacional de Navegação ………….. 1947.04.01  39.940 06

MONTE BRASIL ……………. E Passageiros e Carga Geral ……. 106  2.394 CNCA Companhia de Navegação Carregadores Açoreanos 1948.08.17  36.356 14

N ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

NIASSA …………………. 

P ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

PÁTRIA …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 162 13.196 CCN Companhia Colonial de Navegação ………….. 1947.12.27 137.918 03

R ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

RIBEIRA GRANDE ………….. E Passageiros e Carga Geral ……. 107  2.388 CNCA Companhia de Navegação Carregadores Açoreanos 1948.02.03  33.644 01

ROVUMA …………………. E Passageiros e Carga Geral ……. 138  5.500 CNN Companhia Nacional de Navegação ………….. 1946.12.03  39.078 05 

T ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

TERCEIRENSE …………….. E Passageiros e Carga Geral …….  76  1.295 Empresa Insulana de Navegação ……………….. 1949.06.10  19.702 31

V ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

VERA CRUZ ……………….

VILA DO PORTO …………… E Passageiros e Carga Geral ……. 106  1.175 CNCA Companhia de Navegação Carregadores Açoreanos 1949.06.27  31.180 32

Z

—————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–

ZAMBÉZIA ……………….. E Passageiros e Carga Geral …….  89  2.625 CNN Companhia Nacional de Navegação ………….. 1949.03.25  31.801 27

faixa marmore1

Observações:

01 – Cf. Revista de Marinha nº 958, página 38. Foi batizado de início com o nome de TERCEIRA.                         

02 – Cf. Revista de Marinha nº 960, página 42.   03 – Cf. Revista de Marinha nº 957, página 40.  04 – Cf. Revista de Marinha nº 954, página 40.

05 – Cf. Revista de Marinha nº 955, página 40.   06 – Cf. Revista de Marinha nº 955, página 41.  07 – Cf. Revista de Marinha nº 956, página 38.

08 – Cf. Revista de Marinha nº 961, página 44.   09 – Cf. Revista de Marinha nº 962, página 44.  10 – Cf. Revista de Marinha n º963, página 44.

11 – Cf. Revista de Marinha nº 964, página 44.   12 – Cf. Revista de Marinha nº 965, página 64.  13 – Cf. Revista de Marinha nº 966, página 46.

14 – Cf. Revista de Marinha nº 967, página 46.   15 – Cf. Revista de Marinha nº 968, página 44.  16 – Cf. Revista de Marinha nº 969, página 44.

17 – Cf. Revista de Marinha nº 977, página 50.   18 – Cf. Revista de Marinha nº 970, página 44.  19 – Cf. Revista de Marinha nº 971, página 44.

20 – Cf. Revista de Marinha nº 972, página 48.   21 – Cf. Revista de Marinha nº 973, página 48.  22 – Cf. Revista de Marinha nº 974, página 50.

23 – Cf. Revista de Marinha nº 975, página 50. Foi batizado de início com o nome de SÃO JORGE.   24 – Cf. Revista de Marinha nº 976, página 50.

25 – Cf. Revista de Marinha nº 978, página 48.   26 – Cf. Revista de Marinha nº 979, página 50.  27 – Cf. Revista de Marinha nº 980, página 52.

28 – Cf. Revista de Marinha nº 981, página 52.   29 – Cf. Revista de Marinha nº 982, página 52.  30 – Cf. Revista de Marinha nº 983, página 52.

31 – Cf. Revista de Marinha nº 984, página 52.   32 – Cf. Revista de Marinha nº 985, página 52.

faixa marmore1

© Créditos:

Para o texto

Departamento de Estudos da LUMO TRANSPORT e Revista de Marinha como fonte adicional

LT DE

About luis

Check Also

Sea – Portugal – Século XXI – Best Seaports by traffic – Liste 3

Listagem concisa de Portos portugueses que lideraram com o melhor desempenho a nível de Granéis …