Rail – Épocas e Modos de Tração Ferroviária Pesada em Portugal

Em 2016, cumpre-se 160 anos de comboios (caminho de ferro pesado) em Portugal.

Em baixo, apresenta-se as épocas e os vários modos de tração que já existiram ou existem em Portugal,

seja na via larga (1668 mm) ou na via estreita (1000 mm).

 

vlve160

Os anos, possuem o seguinte significado:

 

1856

CCPCFP

Inauguração do comboio em Portugal, entre Lisboa e o Carregado, e em correspondência, começa a tração a vapor em Portugal,

em que o primeiro comboio lusitano foi constituído por 2 locomotivas (Santarém + Coimbra)+ carruagens da CCPCFP – Companhia

Central Peninsular dos Caminhos de Ferro de Portugal, que transportaram a família real e convidados, e que circularam

numa via única com bitola standard UIC de 1435 mm, anos mais tarde, reconvertida para a

atual bitola ibérica ou via larga de 1668 mm.

 

1875

Começa a tração a vapor na via estreita, mais rigorosamente na Linha da Póvoa, com bitola de 900 mm e com

2 locomotivas articuladas da CCFPP – Companhia do Caminho de Ferro do Porto à Póvoa, do tipo Fairlie e que foram

as únicas máquinas a vapor (seja na via larga como na via estreita), que tiveram cabina de condução

ao centro e não num dos extremos, como era sempre comum.

 

1926

SE

Começa a tração elétrica em Portugal, em via larga e na Linha de Cascais (corrente contínua de 1500 V) e

de responsabilidade da SE – Sociedade Estoril. Na via estreita, nunca houve tração elétrica.

 

1939

 Começa a tração térmica em Portugal, com a entrada ao serviço da Locomotiva Diesel Lydya, pertença da

CN – Companhia Nacional e que circulou alguns anos na Linha de via estreita do Tua, antes de ser demolida.

 

1943

CP3

Começa a tração térmica na via larga, com a entrada ao serviço das automotoras a gasolina M1 a M7 da

CP – Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, essencialmente nas zonas centro e sul do país.

 

1977

CP1a

Fim da tração a vapor na via larga e na Região Norte (nas Regiões Centro e Sul, já tinha sido extinta anos antes),

cabendo a honra de rebocar o último comboio oficial, a locomotiva 0187 da CP Caminhos de Ferro Portugueses,

entre Porto São Bento e Porto Campanhã.

 

1986

CP1a

A CP – Caminhos de Ferro Portugueses, determina o fim da tração a vapor em Portugal, na via estreita,

depois de já ter sido extinta na via larga, anos antes, em 1977.

 

2016

C P

Por parte do principal operador, a CP – Comboios de Portugal, no que toca à tração térmica, a mesma irá continuar a ser explorada

de modo parcial na via larga durante muitos mais anos (em vias não eletrificadas e em manobras) e com algumas

reservas de durabilidade em via estreita. No que toca ao modo de tração mais importante, ecológico e de futuro,

ou seja a tração elétrica, irá continuar sempre a ter um grande futuro em Portugal.

faixa marmore1

Créditos: Departamento de Estudos da LUISFER e © Eugénio Santos para os esquemas das locomotivas.

About luis

Check Also

Comboios com Nome

Já há muitos anos que na Europa ferroviária se atribuem nomes aos comboios mais categorizados …